Boa Esperança

Sedu vai ampliar jornada de estudantes da rede estadual - Mais qualidade

Mais qualidade Sedu vai ampliar jornada de estudantes da rede estadual

Em mais uma estratégia do Governo do Espírito Santo para melhorar a qualidade do ensino, a Secretaria de Estado da Educação (Sedu) decidiu instituir a jornada curricular ampliada para o ensino médio nas escolas da rede estadual. A implantação será gradativa e ainda neste ano vai contemplar os estudantes da 3ª série.

“O ensino médio é ponto chave para a educação porque abre expectativas para o mundo do trabalho e para o ensino superior. Os jovens precisam aproveitar essa oportunidade”, destacou o secretário de Estado da Educação, Klinger Barbosa Alves.

Jornada curricular ampliada
A jornada curricular ampliada reorganiza os tempos e espaços escolares, aumentando o tempo de permanência do estudante na escola e se propõe a fortalecer a aprendizagem nas áreas de Linguagens, Ciências da Natureza, Matemática e Ciências Humanas.

A ação será desenvolvida por adesão da escola e do aluno, conforme as seguintes possibilidades: jornada de 5 aulas semanais, de 55 minutos cada, com uma aula adicional diária no mesmo turno (6ª aula); ou jornada de até 15 aulas semanais, de 55 minutos cada, no contraturno.

A participação do professor em quaisquer das duas possibilidades de ampliação também será por adesão podendo, prioritariamente, o profissional efetivo estender a sua jornada de trabalho com Carga Horária Especial (CHE) e, esgotada essa possibilidade, o professor em Designação Temporária (DT) com alteração de carga horária. A escola não poderá fazer contratação exclusiva para preenchimento de vagas oriundas da jornada curricular ampliada.

Para organização da ação, a escola deverá elaborar um termo de adesão e submetê-lo à aprovação da Superintendência Regional de Educação (SRE) e, para subsidiar o trabalho do professor, a escola precisa preparar um Plano de Ação Curricular (PAC), que deverá contemplar uma ou mais das disciplinas que integram o currículo básico da escola estadual.

As turmas poderão reunir estudantes da mesma série com, no mínimo, 20 alunos. Nos municípios com apenas uma escola estadual de ensino médio e nas unidades de ensino localizadas em distritos, será admitida a composição de turmas com número inferior, considerando o atendimento a, pelo menos, 50% dos matriculados.

Projetos
A Sedu também vai dar prosseguimento a projetos educacionais que contribuem para melhorar o desempenho educacional dos alunos da rede, como o Mais Tempo na Educação, AlfabetizAção e Progressão na Aprendizagem. Para atender a essas ações será realizado um processo seletivo de professores a partir do próximo dia 29 até o dia 7 de junho, pelo site da Sedu (www.educacao.es.gov.br).

Serão abertas 1.340 vagas, com remuneração proporcional à jornada trabalhada, que vai variar de 10 a 20 horas semanais. O processo seletivo será realizado em etapa única – uma prova de títulos, de caráter eliminatório e classificatório.

“São projetos que avançam no caminho para manter o aluno na escola. Nós precisamos fazer esse trabalho para que o aluno tenha sucesso no ensino médio”, disse o Secretário Klinger.
O Mais Tempo na Escola também visa à expansão do tempo de permanência do aluno na unidade de ensino. Ele cria novas oportunidades de aprendizagem e contribui para a melhoria do desempenho escolar com a ampliação do universo de experiências socioculturais, artísticas, esportivas e de iniciação científica dos estudantes.

A perspectiva é atender 272 escolas em 2013 - quase 100 a mais que no ano passado, quando foram atendidas 179 unidades de ensino. A ação é realizada com grupos de alunos com jornada ampliada na modalidade 35 horas, sendo 25 horas no turno regular e permanecendo na escola por mais 10 horas semanais. Nesta modalidade, o Programa Estadual prevê aumento gradativo da oferta para os próximos anos com o apoio do Programa Federal Mais Educação. Neste ano, deverão ser contemplados 16,4 mil alunos em todo o Estado.

Também é desenvolvida a modalidade 40h (oito horas diárias) em três escolas do campo, os Centros Estaduais de Educação Rural – CEIER, nos municípios de Águia Branca, Boa Esperança e Vila Pavão.

Os outros dois projetos têm foco nos alunos com dificuldades de aprendizagem. O AlfabetizAção visa oferecer atendimento diferenciado aos estudantes das séries iniciais do ensino fundamental, não alfabetizados, que se encontram em distorção de idade-série. Caracteriza-se por atendimento em pequenos grupos no horário regular das aulas e a previsão é de atender até 1,8 mil alunos em todo o Estado.

Já o Progressão é um projeto de apoio à aprendizagem com atendimentos especiais, em pequenos grupos no horário regular das aulas, com a finalidade de melhorar a proficiência em Língua Portuguesa e Matemática. É voltado para estudantes das turmas de 5ª e 6ª séries do ensino fundamental, com dois anos ou mais de distorção idade-série e com defasagem na aprendizagem. Em 2013 o projeto deverá ser implantado em 190 escolas, contemplando 8.437 alunos.

O edital da seleção de professores e a portaria da ampliação da jornada vão ser publicados na próxima sexta-feira (24), com todas as regras.


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?