Espírito Santo

Mais de 1.100 pessoas compraram diplomas falsos no ES - MPES

MPES Mais de 1.100 pessoas compraram diplomas falsos no ES

Depois de deflagrar operações que visavam desarticular um esquema criminoso de obtenção de diplomas falsos de curso superior, com intuito principal à nomeação em cargos públicos, em especial para professores, o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Rio Bananal, avança no cerco contra as pessoas que se utilizaram desta prática.

Uma lista preliminar com 915 pessoas que supostamente receberam diploma de graduação de forma irregular foi encaminhada à Prefeitura de Rio Bananal. A lista foi produzida pelo MPES após colaboração premiada envolvendo alguns investigados nas duas fases da Operação Mestre Oculto. A lista com os nomes não será divulgada para não atrapalhar as investigações que continuam.

De acordo com o MPES, a lista com os nomes das pessoas que se utilizaram desse esquema fraudulento para conseguir diplomas de graduação, pós-graduação e cursos livres a professores, sem a necessidade de comparecimento às aulas presenciais, será distribuída para diversas prefeituras capixabas e para a Secretaria de Estado da Educação (Sedu).

No momento o MPES está fazendo o levantando de dados para saber quantos professores estão ou estiveram em sala de aula de forma irregular, usando documentos obtidos de forma fraudulenta.

Em Rio Bananal, município por onde a investigação começou, o MPES está identificando quais os professores apresentaram documentos falsos para dar aulas. Caso seja confirmado algum caso, os envolvidos responderão na Justiça por uso de documentos falsos, estelionato e estarão sujeitas a punições administrativas.

As investigações do MPES envolvendo as duas fases da Mestre Oculto prosseguiram e se desdobraram em duas operações, a Estória e a Viúva Negra. Donos de instituições de ensino envolvidos localizadas no Norte do Estado foram presos, além de outras pessoas ligadas ao esquema criminoso de venda e compra de diplomas e certificados. O MPES já denunciou à Justiça 11 pessoas investigadas nas duas fases da Operação Mestre Oculto.

Até o momento as investigações apontam que mais de 1.100 diplomas só de graduação na área do Magistério foram obtidos de forma irregular na Região Norte do Estado, com simulação de aulas e atividades aos alunos. As fraudes em relação a cursos de pós-graduação são ainda maiores, mas os dados ainda estão em análise pelo MPES.


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?