Espírito Santo

Políticos capixabas eleitos são diplomados na Ales - Eleições 2018

Eleições 2018 Políticos capixabas eleitos são diplomados na Ales

Nesta quarta-feira (19), a Assembleia Legislativa do Espírito Santo promoveu a diplomação dos deputados estaduais e federais, senadores e governador e vice-governadora eleitos na eleição de outubro deste ano, além de alguns suplentes do Legislativo estadual, da Câmara Federal e todos do Senado.

A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta que o candidato foi efetivamente eleito pelo povo, estando apto a tomar posse no cargo. Na ocasião, ocorre a entrega dos diplomas, que são assinados, conforme o caso, pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ou da junta eleitoral.

A entrega dos diplomas ocorre após o termino do pleito, apurados os votos e passados os prazos de questionamento e de processamento do resultado das eleições. 

No evento o orador e vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), o desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa, comentou sobre a importância do dia. "Uma tarde de festa da democracia e de encerramento de um processo seguro, criterioso e efetivo".

Para Souza o Judiciário cumpriu seu dever em 2018 e permitiu que "prevalecesse a vontade popular em um processo de reconhecida lisura".

Em seu discurso, Souza relembrou do período eleitoral atípico, traçando depois grandes temas que pautaram o processo, com acirramentos, hostilidades, clamores sociais, prisões e disseminação de falsas notícias (fake news).
"Hoje é, sobretudo, a coroação das escolhas legitimadas pela população espírito-santense. Trajetória compromissada e forjada por tantas expectativas, desejos e por que não dizer sentimentos", ressaltou.

"Apesar de tudo isso, com toda certeza a nossa democracia não apenas se mostrou forte todo esse tempo como saiu do processo ainda mais fortalecida", comentou. 

Ronaldo ainda defendeu o desafio futuro do Estado em socorrer todas as demandas sociais de maneira satisfatória, apesar do sentimento de descrédito da população para com os agentes políticos, déficit de cidadania e de participação popular que formariam nosso "estágio de anomia e descrença".

O último eleito a ser diplomado, o futuro governador Renato Casagrande (PSB), iniciou seu discurso em nome dos demais, afirmando que não será pequena a responsabilidade da classe política nos próximos anos e que "mesmo que temos superados os piores momentos das crises", ainda estaríamos muito longe de um Brasil equilibrado e arrumado.
Casagrande na oportunidade citou como exemplo de maiores desafios para a sociedade brasileira, a falta de uma política de segurança pública estruturada, uma infraestrutura com defasagem comprometendo setores importantes da economia, serviços públicos ainda mais desorganizados e uma "onda de desconfiança que cerca as atividades políticas". Apesar do cenário conturbado, o governador eleito se disse otimista em relação ao futuro.

"Tenho certeza que poderemos produzir os resultados esperados pelos que nos honraram com seu voto. O ambiente é desfavorável, mas o que vemos é o nosso potencial de construir um País e um estado melhor para capixabas e brasileiros", afirmou.

O governador eleito destacou que as contas do Estado encontra-se em uma situação privilegiada, ainda mais se comparada com a dos vizinhos da região, destacou que da mesma forma que entregara um Estado equilibrado em 2014, receberá agora, apesar de algum "déficit em políticas sociais", mas "temos a base necessária para deslumbrar excelentes perspectivas de crescimento".

Segundo Casagrande, "um desejo do povo por soma de forças" em prol de um Espírito Santo com maior desenvolvimento e justiça social, "perspectivas de uma grande aliança a favor do Estado", com o apoio de todas as instituições capixabas. "Nossa responsabilidade que as corporações não se apropriem do Estado. O Estado não pode servir para atender elas, mas sim a sua população mais carente", conclamou.

No término de seu discurso, Casagrande elogiou a Justiça Eleitoral pelo "competente" trabalho realizado em 2018. "Não foi eleição fácil, o ambiente estava nervoso, à flor da pele, mas a Justiça conseguiu fazer um trabalho sem deixar dúvidas".


Renovação

Para a próxima Legislatura a composição da Assembleia Legislativa (Ales) teve exatamente metade das suas cadeiras renovadas. Dessa forma, serão 15 os novos parlamentares a exercerem mandato na Casa do Povo a partir do dia 1º de fevereiro, quando ocorre a cerimônia de posse.


Confira os nomes e os partidos dos eleitos e reeleitos

Avante: Carlos Von;
DEM: Theodorico Ferraço; 
DC: Euclério Sampaio; 
MDB: Doutor Hércules e José Esmeraldo; 
Patri: Doutor Rafael Favatto; 
PDT: Marcelo Santos;
PMN: Janete de Sá; 
PP: Renzo Vasconcelos; 
PPS: Fabrício Gandini; 
PRB: Erick Musso e Hudson Leal; 
Pros: Raquel Lessa; 
PRP: Dary Pagung e Delegado Lorenzo Pazolini; 
PSB: Bruno Lamas e Sergio Majeski;
PSD: Enivaldo dos Anjos;
PSDB: Dr. Emílio Mameri, Pastor Marcos Mansur e Vandinho Leite; 
PSL: Capitão Assumção, Coronel Alexandre Quintino, Delegado Danilo Bahiense e Torino Marques;
PT: Iriny Lopes; 
PTB: Adilson Espíndula;
PV: Luciano Machado e Marcos Garcia; 
Rede: Alexandre Xambinho.


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?