Fundão

Secretário de Transportes de Fundão é afastado - MPES

MPES Secretário de Transportes de Fundão é afastado

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Fundão, determinou o afastamento do secretário de Transportes do município, Ari Lima de Souza. De acordo com a Justiça, o condenado é acusado de inserir informações falsas a fim de alterar o registro formal de deslocamentos de um veículo oficial da Prefeitura de Fundão.

Após investigação o MPES argumenta que o secretário foi o responsável pela elaboração do documento que continha a fraude, o "Controle de KM". Cometendo falsidade ideológica e caracterizado o ato de improbidade administrativa, o documento foi forjado para omitir o uso do carro da prefeitura para deslocamento movido por interesses pessoais.

Segundo a denúncia, acatada na quinta-feira (06/12) pela Justiça, o acusado, consciente da ilegalidade de suas ações e agindo de forma premeditada e deliberada, não assumiu compromisso com a realidade para constatar as informações mais relevantes do documento, e oficializar a regularidade na utilização do veículo,

Em sua defesa, Ari argumentou que nos meses em questão, de julho e agosto de 2018, o veículo estava lotado na Secretaria de Obras e que não havia sido feito o controle diário de utilização do carro. Por fim, afirmou que "há somente a planilha de deslocamento do mês de setembro, quando o veículo estava a disposição no pátio da Secretaria Municipal de Transportes".

De acordo com o MPES, para corroborar sua assertiva, além de sua defesa escrita, o denunciado apresentou um documento intitulado "CONTROLE DE KM", que supostamente apresentava o registro formal dos deslocamentos do veículo no mês de setembro de 2018, dando aparência de cumprimento às determinações previstas nas leis que determinam a regulamentação ao que tange o gerenciamento e controle do uso das frotas de transporte.

Porém, após investigação minuciosa do documento, foi constatado que este era falso, apresentando conteúdo inautêntico, que visava ludibriar e atrapalhar as investigações. 

Ao forjar o documento, o denunciado sequer se atentou para o fato de que acabou constando, por equívoco, datas referentes ao ano de 2017, ao invés de 2018, evidenciando a prática de falsificação ideológica.


Secretário afastado por corrupção, Ari Lima de Souza.


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?