Castelo

Criança é internada na UTI após consumir vitamina - Castelo

Castelo Criança é internada na UTI após consumir vitamina

Nesta semana no município de Castelo, uma criança de apenas sete anos passou mal após ingerir uma vitamina industrializada. Ela teve que ser internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo.

Após os primeiros tratamentos, a criança foi transferida para Vitória, onde vai passar por uma série de exames no estômago e no esôfago. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde.

Os lotes da vitamina foram recolhidos pela Vigilância Sanitária de Castelo que fará a analise do produto. O resultado está previsto para sair nesta quarta-feira (26). A vigilância do município também visitou a cooperativa onde é fabricada a vitamina.

Em resposta, a cooperativa Selita emitiu nota informando que seus produtos são fabricados por meio de equipamentos de alta tecnologia e com rigoroso controle de qualidade. Também informou que está à disposição para colaborar.

Ananias Amênico, o pai da criança em entrevista cedida para um meio de comunicação, contou como o filho passou mal: "Era 12h20 e ele pediu para comprar uma vitamina de frutas, aí comprei. Chegamos em casa, almoçamos e, depois, ele pediu a vitamina de frutas. Quando ele abriu e sugou com o canudinho, começou a queimar a boquinha dele e ele cuspiu tudo fora, mas já tinha queimado muito. Eu entrei em desespero, porque começou a sangrar".

Depois do acontecido o pai levou o filho ao banheiro e o inclinou em direção à pia, foi quando a criança começou a cuspir um volume muito grande de sangue. Desesperado o pai pediu ajuda para os vizinhos do prédio onde mora.

Assim o menino foi levado para o Hospital Infantil de Cachoeiro e, depois, transferido para Vitória. "Ele sempre tomava vitamina de frutas e dava uma alergia normal, de ficar com o corpo vermelho, mas, dessa vez, foi grave", falou o pai.

De acordo com o pai, a criança já apresentou algumas reações alérgicas ao consumir a vitamina, mas nunca tão grave.

A empresa fabricante da vitamina entrou em contato com a família, oferecendo assistência. O pai registrou boletim de ocorrência na delegacia de Castelo.


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?