Vila Velha

Vila Velha celebra 71 anos de emancipação - Confira programação

Confira programação Vila Velha celebra 71 anos de emancipação

Nesta quinta-feira (26), Vila Velha comemora 71 anos de emancipação política e administrativa com uma programação especial que inclui uma missa de ação de graças, o descerramento de uma placa comemorativa e a abertura de uma exposição de fotografias alusivas à data.

Em dois momentos de sua história, Vila Velha foi anexada a Vitória. Nesses períodos (1931 a 1938 e 1943 a 1947), foi transformada em um mero distrito da capital do estado, privado de autonomia.

Em 26 de julho de 1947, como resultado de uma Emenda à Constituição do então deputado constituinte estadual Saturnino Rangel Mauro, a cidade reconquistou, definitivamente, seus status de município.


O personagem histórico

Protagonista da reconquista da autonomia de Vila Velha como cidade, Saturnino nasceu na Bahia. Mais precisamente em Jaguaripe, a 100 quilômetros da capital baiana, Salvador. Ele se mudou para o Espírito Santo em 1926, então com 25 anos.

Em 1931, começou a se interessar por política. Em 1935, filiado ao Partido Social Democrático (PSD), elegeu-se vereador, cargo que ocupou até 1937, quando o Estado Novo fechou, por algum tempo, todas as casas legislativas do país.

Em 1946, novamente na política, fundou o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) no Espírito Santo, ao lado de vários companheiros do movimento sindical.

Filho de Saturnino, o ex-governador Max Mauro, relembra que, na elaboração da Constituição Estadual de 1947, seu pai, propôs a inclusão, no capítulo das Disposições Transitórias, da emenda que restabeleceu a autonomia política e administrativa de Vila Velha.

Na época, o município era chamado Cidade do Espírito Santo. O nome atual só foi restabelecido no final dos anos 50, durante a gestão do prefeito Gil Veloso.



A programação

A reconquista da emancipação política e administrativa foi um importante marco histórico para a cidade, um feito que enche de orgulho os vila-velhenses. Para comemorar a data a Prefeitura organizou a seguinte programação:

18h: Missa na Igreja do Rosário – Prainha;
19h: Descerramento de placa comemorativa – Praça Almirante Tamandaré (Participação da Banda do 38° BI);
19h30: Abertura de exposição alusiva à data – Casa da Memória.


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?