Nova Venécia

Vereador é cassado por furto de notebook - Peculato

Peculato Vereador é cassado por furto de notebook

Em sessão realizada na Câmara Municipal de Nova Venécia, nesta terça-feira (3), o vereador Ronaldo Mendes Barreiros teve o mandato cassado por unanimidade, após denúncia de furto de um notebook ter sido confirmada. A cassação do mandato se deu por quebra de decoro parlamentar e improbidade administrativa.

Durante a sessão, Ronaldo foi denunciado por peculato, isto é, crime de desvio de um bem ou valor público por funcionário que tenha acesso a eles em razão da sua função. É crime específico do servidor público (ou equiparado) e trata-se de um abuso de confiança pública.

Segundo a denúncia, o notebook furtado pertencia à Câmara Municipal de Nova Venécia, onde ele trabalhava. O vereador retirou o equipamento do Gabinete de Vereadores e o levou para casa, em janeiro de 2017, quando o legislativo estava de férias, não o devolvendo.

De acordo com seus assessores, Ronaldo não compareceu a sessão para se defender, pois estava internado no hospital da cidade com o quadro de pressão alta. 

Quando acusado, em outubro de 2017, o vereador negou o furto dizendo. "Se você pegar o meu depoimento na delegacia, é o que estou te falando, é um equipamento de uso pessoal. A polícia encontrou um notebook que era meu, de uso da Câmara, que fica com os vereadores, como todos os outros têm. Esses notebooks são portáteis e instrumento de trabalho dos vereadores", afirmou Barreiros.




Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?