Aracruz

Banco do Nordeste investirá R$ 1 bilhão no ES - Economia

Economia Banco do Nordeste investirá R$ 1 bilhão no ES

O Banco do Nordeste vai investir R$ 1 bilhão no Espírito Santo neste ano. A novidade foi anunciada nesta quinta-feira (26), pelo governador Paulo Hartung e o presidente da instituição, Romildo Rolim, no Palácio Anchieta, em Vitória.

Do total a ser investido no Estado, R$ 845 milhões são provenientes de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Deste valor, R$ 345 milhões serão destinados para projetos de investimento, custeio e capital de giro em diversos setores da economia. Já os R$ 500 milhões restantes do fundo vão ser para projetos de infraestrutura, que incluem produção de energia, construção de rodovias e de aeroportos e outras obras.

Os investimentos vão beneficiar um total de 28 municípios das Regiões Norte e Noroeste, que são atendidos pelo Banco do Nordeste.

O aporte para o Estado aumentou se comparado ao ano passado. Em 2017, o Espírito Santo recebeu R$ 262,3 milhões de investimento do banco, dos quais R$ 149,7 milhões foram oriundos do Fundo.

Hartung afirmou que, no país, não se faz desenvolvimento sem linhas de créditos. "A ideia do encontro é aproximar o Banco de nossas lideranças políticas e empresariais. A oferta colocada na mesa é maior do que operamos e, apesar das linhas de crédito no país não serem baratas, é um recurso diferenciado. Além disto, também estamos assinando um acordo de cooperação entre o Incaper, onde nossa área de extensão rural irá auxiliar na possibilidade de pequenos financiamentos, de maneira capilarizada, aos produtores capixabas", explicou o governador.

Sobre a utilização da linha de crédito, o governador exemplificou com a destinação de recursos para construção de um linhão de energia elétrica entre Linhares e São Mateus. Hartung destacou ainda que a Cesan está negociando uma linha de crédito específica da ordem de R$ 100 milhões, sendo R$ 10 milhões contrapartida do Estado, para obras de saneamento básico em 10 municípios da região da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) no Estado. "Possibilidade de avançamos na infraestrutura do Estado", ponderou.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, ressaltou a importância do investimento do Banco do Nordeste para a atração de negócios. "É um valor expressivo que, sem dúvida, contribuirá para a geração de emprego e de renda dos municípios atendidos pelo Banco", afirmou.

Romildo Rolim explicou a importância do encontro. "O nosso objetivo é aproximar o Banco Nordeste das lideranças políticas e empresariais. Porque é isso que faz a gente trabalhar e enxergar as necessidades e priorizar os nossos investimentos".

Cooperação

Durante o encontro, foi assinado um termo de cooperação entre o Banco do Nordeste e o Incaper. O objetivo é usar a estrutura do Incaper nos municípios, para facilitar o acesso dos pequenos produtores rurais aos financiamentos do Banco do Nordeste. "Daremos todo o apoio para desenvolver a região e para o produtor acessar o crédito do Banco", destacou a diretora-presidente do Incaper, Nara Rocha.

Fundo

Criado em 1988, o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) é um instrumento de política pública federal, operado pelo Banco do Nordeste.

Tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Nordeste com execução de programas de financiamento a setores produtivos, em consonância com o plano regional de desenvolvimento, possibilitando a redução da pobreza e das desigualdades.

Atualmente, o FNE atende a 1.990 municípios situados nos nove estados que compõem a Região Nordeste e Norte do Espírito Santo e de Minas Gerais, incluindo os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri.

O Fundo possibilita acesso ao crédito a segmentos empresariais de microempreendedores individuais, produtores, empresas, associações e cooperativas.

Além dos setores agropecuário, industrial e agroindustrial, também são beneficiados com recursos os setores de turismo, comércio, serviços, cultura e infraestrutura.




Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?