Espírito Santo

E a defesa da ética Edmar Camata? - Política Capixaba

Política Capixaba E a defesa da ética Edmar Camata?

Sem nunca ter disputado uma eleição sequer, o secretário-geral da ONG Transparência Capixaba Edmar Camata, vem ensaiando uma candidatura em 2018.

Sempre muito combativo e se colocando como baluarte da moralidade pública no Espírito Santo na imprensa capixaba, o que chama a atenção nos bastidores, é a disposição de Edmar Camata de se filiar ao PSB.

O fato é que Camata, através da ONG Transparência Capixaba, nunca se pronunciou publicamente há cerca do fato do Prefeito Luciano Rezende, principal aliado do ex-governador Renato Casagrande (PSB), ter sido delatado na operação Lava-Jato por ter recebido R$ 500 mil da empreiteira Odebrecht e também nunca se manifestou por conta das suspeitas das licitações feitas pela Prefeitura de Vitória para contratar as câmeras de OCR (leitora de placas) e do Carnaval de Vitória. Também nunca houve uma manifestação de Edmar Camata a respeito da delação que envolveu o nome de Casagrande, acusado de receber R$ 1,7 milhões, também da empreiteira Odebrecht. 

Tais fatos tem levantado dúvida no mercado político sobre sua imparcialidade na defesa da ética e nos interesses dos cidadãos capixabas.

A história que Edmar Camata irá escrever em 2018, pode definir se as especulações estão corretas ou são apenas maledicências do mercado político.

Dá redação do Capixabão


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?