Guarapari

Risoto de Moqueca é preparado na primeira parada - Cozinha Capixaba

Cozinha Capixaba Risoto de Moqueca é preparado na primeira parada

A noite desta quarta-feira (07) Guarapari recebeu a carreta do Programa Cozinha Capixaba, do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Agricultura e Pesca, em parceira com Federação da Indústria do Espírito Santo (Findes) e o Sesi e Senai. A carreta vai circular por 25 cidades do Espírito Santo para capacitar profissionais da gastronomia. Quem vai comandar o projeto é o renomado chefe Juarez Campos, que ontem deu sua primeira aula para oito chefes da cidade saúde, na pracinha do Radium Hotel.

As aulas foram acompanhas ao vivo pelo público presente através de um telão. Eles também puderam se deliciar com comidas de food trucks instalados no local e se divertir ao som do maestro Mauro Sérgio e do cantor lírico Inárley Carletti. Ele explicou que a ideia do projeto começou a cerca de 2 anos pela Federação da Indústria do Espírito Santo (Findes), que desenvolveu a carreta.

"Eles me convidaram para pegar produtos capixabas e desenvolver receitas com eles. Convidei outros chefes da Associação da Boa Lembrança e as nutricionistas do Sesi. Então começamos a resgatar receitas tradicionais e criar em função dos produtos. Mas este projeto de agora é muito mais do que isso porque vamos levar esta carreta para os municípios e neles não só vamos reciclar os cozinheiros locais como vamos tentar resgatar as receitas tradicionais dessas regiões e os produtos de excelente qualidade que eles tem e o Brasil não conhece".

Em Guarapari o chefe preparou um risoto de moqueca. "Minha formação básica é a cozinha italiana e na época que montei meu restaurante, há 25 anos, ninguém ia em restaurante brasileiro então montei um restaurante italiano. Hoje tenho tentado fazer uma cozinha ítalo-capixaba. Uso a técnica da cozinha italiana com produtos capixabas. Hoje vou fazer um risoto, um prato típico do norte da Itália, mas vai ser um risoto de moqueca capixaba".
O governador Paulo Hartung afirmou que o projeto vai ajudar a divulgar a a culinária capixaba. "Queremos fortalecer nossa cultura e dentro dela a culinária capixaba é muito importante. O chefe Juarez está preparando um prato que conecta o nosso litoral, a nossa moqueca, com a nossa colonização italiana. É isso que nós queremos treinar profissionais. Vamos começar no extremo Sul, percorrer o extremo norte no nosso litoral e depois ir na região de montanha. Fortalecer o turismo no nosso estado é muito importante e um dos elementos para isso é apresentar a culinária capixaba para os brasileiros e estrangeiros. Estou muito feliz e acho que vamos envolver nossos chefes em cada ponto em que a gente parar".

Ele também explicou porque Guarapari foi escolhida para estrear o projeto. "Guarapari nesses últimos meses o fruto de uma pesquisa desenvolvida pela UFES deu destaque nacional e internacional para a Praia da Areia Preta. A gente estava pensando onde iniciar o projeto e chegamos a este local que tem uma tradição importante. Afinal, quantos brasileiros começaram a conhecer o mar aqui nesta praia?".

O secretário estadual de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Otaciano Neto, ressaltou a importância da gastronomia para outros setores da economia. "As pessoas tomam suas decisões de viagem muito em função da gastronomia. Ela é a união entre o que nosso produtor produz, nosso pescador pesca e o turismo. Essa é uma boa química e estamos super felizes quase abrindo o carnaval de Guarapari com o evento de hoje".

O vice-presidente do Findes, José Carlos Zanotelli explicou que inicialmente a carreta foi desenvolvida para treinar os trabalhadores da indústria e que o governo sugeriu a parceria para padronizar as receitas da culinária capixaba por todo Estado. Ele disse ainda que o projeto também pretende ajudar a gerar empregos."A carreta vai passar por 25 município e formar mil profissionais. O público alvo são chefes de cozinha e donos de restaurantes. Eles vão preparar receitas específicas da região. O principal é que quando você faz um trabalho desses no Estado todo padroniza e eleva a qualidade de toso ao mesmo tempo. A intenção é estimular a geração de mais empregos e renda".

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura foi a responsável por preparar a estrutura da aula inaugural e selecionar os chefes convidados. A secretária Thereza Christina explicou os critérios que utilizou para a seleção. "Solicitei oito chefes com curso superior e aleatoriamente escolhemos donos de restaurantes e pessoas ligadas a gastronomia formadores de opinião. São 30 pessoas em cada aula".

A chefe Soraya Marracini foi uma das participantes da aula e ressaltou a importância do projeto. "Juarez é o chefe. Vou sempre na Casa do Chefe e participo quando ele me chama. Ele é uma biblioteca, sabe tudo e essa oportunidade aqui é sensacional. Estou apaixonada", disse a chefe.

Ela também afirmou que a cidade precisa investir no turismo gastronômico. "Eu luto muito para a gastronomia de Guarapari crescer e apareceu. Tem restaurantes maravilhosos aqui e muita coisa boa na nossa cidade. O turismo gastronômico movimenta a economia e Guarapari precisa dessa visualização. Precisa que todos os chefes, donos de restaurantes e quiosqueiros se juntem para levantar a gastronomia daqui para que vem gente de fora buscar a agastronomia aqui, como acontece em Domingos Martins, em que as pessoas vão até lá só para comer".


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?