São Domingos do Norte

Boletim da Conjuntura traz panorama da produção agrícola - Agricultura Capixaba

Agricultura Capixaba Boletim da Conjuntura traz panorama da produção agrícola

Como está a produção agropecuária capixaba diante da situação de seca extrema vivenciada pelo Espírito Santo nos últimos anos? Este panorama é apresentado no Boletim da Conjuntura Agropecuária Capixaba, elaborado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

O documento traz, de maneira sistematizada, as principais informações referentes à evolução da produção e dos mercados. Os dados são fundamentais para a elaboração de políticas públicas por parte dos órgãos governamentais, e contribuem para auxiliar os produtores de base familiar do Estado a tomarem decisões com relação à atividade que desenvolvem.

Dados como o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBPA) de 2016, o desempenho de cada uma das principais atividades desenvolvidas no Estado ao longo de 2017, as exportações capixabas e o ranking da importância das atividades agropecuárias no Produto Interno Bruto (PIB) de 2015 em cada um dos municípios do Estado também estão disponíveis na publicação, que pode ser obtida aqui.

PIB 2015

O município capixaba onde a agropecuária possui a maior importância econômica é Santa Maria de Jetibá: 44,24% da soma de todas as riquezas produzidas no município dependem das atividades agropecuárias. Mucurici (33,50%), Brejetuba (32,55%), Vila Valério (31,48%) e Santa Leopoldina (30,30%) vêm em seguida. A tabela completa, com os dados do PIB municipal de 2015, pode ser obtida no documento.

VBPA 2016

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBPA) estimado para 2016 foi de R$ 9 bilhões, e a agricultura responde por 69,2% deste valor. "As atividades mais representativas são cafeicultura (36,2%), produção animal (25,9%), olericultura (13,2%) e fruticultura (13%), com destaque para café, banana, mamão, tomate e pimenta-do-reino", disse Edileuza Aparecida Vital Galeano, pesquisadora do Incaper responsável pelo Boletim.

DESEMPENHO DAS ATIVIDADES 2017

A produção da agricultura capixaba em 2017 foi de 5,18 milhões de toneladas. "Esse resultado é 6,6% menor na comparação com o ano de 2016, que foi um ano considerado ruim para a agricultura capixaba devido, principalmente, às adversidades climáticas. Houve redução de 1,3% no rendimento médio e queda de 5,4% na área colhida entre 2016 e 2017", acrescentou Edileuza.

Ainda assim, a fruticultura apresentou aumento de 22,8% na produção, com destaque para coco, banana, morango e mamão. Entre as olerícolas, registrou-se aumento principalmente na produção de tomate, repolho e inhame. O grande destaque foi a produção de pimenta-do-reino: alta de 194,6% em comparação a 2016, com aumento de 43,1% na área colhida.

Na produção animal, registrou-se aumento na produção de carne de porco (15,3%) e de ovos (8,5%). Em contrapartida, houve queda na produção de leite (3,3%) e de carne bovina (7,4%).

EXPORTAÇÕES

Mesmo com a queda na produção agropecuária, o Espírito Santo registrou aumento na quantidade (em toneladas) de produtos exportados ao longo do ano de 2017: um acréscimo de 5,2% se comparado ao ano anterior. Em valores, as exportações do agronegócio passaram de US$ 1,38 bilhão em 2016 para US$ 1,57 bilhão em 2017.

COMO É FEITO O LEVANTAMENTO?

O Boletim é estruturado de acordo com análise da conjuntura agropecuária capixaba, a partir dos levantamentos estatísticos, acompanhados de tabelas, gráficos e distribuição espacial da produção, com base nos dados discutidos e aprovados pelo Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias – GCEA do Espírito Santo, órgão colegiado coordenado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. As informações são obtidas por intermédio das Comissões Regionais de Estatísticas Agropecuárias – Corea e consolidadas em nível estadual pelo Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias – GCEA/ES. É importante destacar que as informações agrícolas mensais por município obtidas são preliminares e de responsabilidade do GCEA/ES.


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?