Venda Nova do Imigrante

TRE: Solange e Guerino estão liberados  para continuarem na disputa - Eleições Municipais

Eleições Municipais TRE: Solange e Guerino estão liberados para continuarem na disputa

Ao todo, o Tribunal analisou ontem recurso contra oito candidatos a prefeito no Estado.
O Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo(TRE-ES) decidiu em sessão ontem pela liberação do registro de Solange Lube (PMDB) para disputar o cargo de prefeita em Viana.

O processo começou a ser julgado na última terça-feira, com voto favorável do relator Annibal Rezende Lima, mas houve pedido de vista de Ricarlos Almagro.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) entrou com recurso para barrá-la por contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES). O TRE entende, entretanto, que a responsabilidade por apreciar os dados financeiros anuais da prefeitura é da Câmara Municipal. Na retomada do julgamento, Ricarlos acompanhou o relator, assim como toda a corte.

Em caso semelhante, o candidato a prefeito em Linhares Guerino Zanon (PMDB) também foi liberado pelo TRE. As contas do seu exercício como chefe do executivo em 2003 foram julgadas irregulares pelo TCES. No entanto, a Câmara, órgão que deve julgá-las, aprovou os dados.

Neucimar Fraga (PR), que busca a reeleição na Prefeitura de Vila Velha, e Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), que tenta voltar ao cargo em Vitória, tiveram as candidaturas deferidas. Ambos tinham recursos por não terem se desvinculado de cargos públicos, mas como a lotação deles não é em sua área eleitoral, o TRE compreendeu que não havia problema.

Outros quatro prefeitáveis foram liberados: Joana Rangel (PSB) em Sooretama; Braz Delpupo (PMDB) em Venda Nova do Imigrante; Roberto Fiorin (PSB) em Alfredo Chaves; e Romualdo Milanesi (PMDB) em Boa Esperança. O julgamento de recursos eleitorais no TRE deve durar até quinta-feira.

Três votos para barrar Frei Paulão em Muqui

O candidato a prefeito de Muqui José Paulo Viçosi (PSB), o Frei Paulão, recebeu mais um voto no TRE pelo impedimento de sua candidatura.

A relatora Rachel Durão Correia Lima e o desembargador Annibal Rezende Lima já haviam votado para barrar o registro do candidato na semana passada, mas houve pedido de vista de Marcelo Abelha, que, ao trazer o processo de volta ao julgamento ontem, também decidiu pelo indeferimento.

Entretanto, houve novo pedido de vista por parte de Júlio César Costa de Oliveira. O registro do socialista foi deferido em primeiro grau, mas o MPE entrou com recurso alegando que suas contas de 2008 foram rejeitadas pela Câmara e que há uma condenação por improbidade.

Com infomações do G1-ES


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?