Apiacá

Governo retoma obra que liga BR 393 a Comunidade de São Luiz - Caminhos do Campo

Caminhos do Campo Governo retoma obra que liga BR 393 a Comunidade de São Luiz

O Governo do Estado retomará a obra do Caminhos do Campo que liga a BR 393 as comunidades de São Luiz, Verdade e Formoso no Município de Muqui. A obra teve início na gestão do ex-governador Renato Casagrande (PSB) e foi paralisada na gestão atual devido a crise financeira. A ordem do reinício da obra foi divulgada no Diário Oficial do Estado e a empresa Premocil Ltda deverá continuar a frente da execução. A ordem é reiníciar as obras ainda neste mês de março.

A BR-393, a antiga Rio-Bahia, é uma Rodovia Federal diagonal do Brasil. Seu ponto inicial fica na cidade fluminense de Barra Mansa, e o final, em Muqui (ES). O trecho entre Além Paraíba e Volta Redonda foi concedida a Rodovia do Aço (Grupo Acciona). A rodovia faz parte do trajeto rodoviário que liga São Paulo (SP) a Vitória (ES).

Sua extensão total é de cerca de 400 quilômetros, exclusive o trecho planejado entre Bom Jesus do Norte e Conceição do Muqui, no município de Mimoso do Sul, ambos no Espírito Santo.

A atual BR-393 foi efetivada pelo Plano Nacional de Viação em 1973. O trecho fluminense dessa rodovia é dividido em duas partes, sendo o primeiro entre Barra Mansa e Sapucaia. O segundo trecho no estado do Rio vai da cidade de Santo Antônio de Pádua até o município de Bom Jesus do Itabapoana, na divisa com o Espírito Santo. O trecho mineiro serve às cidades de Além Paraíba até Pirapetinga.

O trecho capixaba, vai do município de Bom Jesus do Norte até Cachoeiro do Itapemirim, onde encontra outras rodovias federais que seguem em direção ao Nordeste brasileiro.

Tinha popularmente a denominação de "Rio-Bahia" por ser uma das mais antigas e importantes rotas entre o estado do Rio e a Nordeste brasileiro. Teve sua construção iniciada e concluída na década de 1950 recebendo, posteriormente, o nome do ex-governador fluminense Lúcio Martins Meira.

Após o trecho entre Volta Redonda e Sapucaia entrar no plano nacional de concessão de rodovias, haja vista a dificuldade do Governo Federal em administrá-la e melhorar suas condições viárias (o que tem causados frequentes acidentes nesse percurso), os prefeitos das cidades servidas por essa estrada se colocaram frontalmente contra a colocação de pedágios ao longo da mesma, alegando a dificuldade que isso acarretaria na integração sócio-econômica do Vale do Paraíba fluminense.

Porém a rodovia permaneceu no plano e o trecho foi leiloado no dia 9 de outubro de 2007, quando o grupo empresarial espanhol Acciona saiu vencedor, oferecendo o valor de R$ 2,94 para a tarifa de pedágio. Como consequência desta concessão promovida pelo governo federal à iniciativa privada do grupo espanhol a BR-393, será duplicada em um pouco mais de 20 quilômetros (de Volta Redonda até Barra do Piraí), e terá seu asfalto, assim como os seus serviços de segurança otimizados.

Serve, dentre outras, as seguintes cidades:


Barra Mansa (RJ)
Volta Redonda (RJ)
Barra do Piraí (RJ)
Vassouras (RJ)
Paraíba do Sul (RJ)
Três Rios (RJ)
Sapucaia (RJ)
Além Paraíba (MG)
Volta Grande (MG)
Estrela Dalva (MG)
Pirapetinga (MG)
Santo Antônio de Pádua (RJ)
São José de Ubá (RJ)
Itaperuna (RJ)
Bom Jesus do Itabapoana (RJ)
Apiacá (ES)
Mimoso do Sul (ES)
Muqui (ES)
Cachoeiro do Itapemirim (ES)


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?