Itarana

Vila Velha e Serra tem o maior número de candidatos para vereador - Eleições Municipais

Eleições Municipais Vila Velha e Serra tem o maior número de candidatos para vereador

Com um salário que chega a R$ 9,2 mil, benefícios como vários assessores à disposição, cotas para gastar com gasolina e até selo, em alguns casos, a função de vereador, que tem como principal papel a fiscalização do Executivo, atraiu um número recorde de candidatos no Estado este ano: 8.945 concorrentes para 838 vagas.

Os dois maiores colégios eleitorais do Estado, Vila Velha e Serra, são os municípios onde a corrida para vereador está mais acirrada. São 23 e 22,91 candidatos por vaga, respectivamente, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizados às 18 horas de ontem.

Em Vila Velha, são 391 interessados em ficar com uma das 17 vagas da Câmara Municipal. O salário atual dos vereadores da cidade é de R$ 7.430 e deve ser mantido para a próxima legislatura, que começa em janeiro de 2013. Embora os vereadores ainda possam aprovar novo valor para o subsídio até outubro, o presidente da Câmara, Ivan Carlini (PR), garante que não há nenhuma proposta na Casa com esse objetivo.

Para Carlini, que tenta se reeleger para o sexto mandato de vereador, a concorrência está na média, já que Vila Velha é a maior cidade, tanto em população como em eleitorado – são 292,9 mil eleitores, segundo dados do TSE. "Se tivéssemos aumentando o número de vagas, a concorrência seria maior, porque muitos partidos pequenos lançariam mais candidatos", comentou.

Praticamente empatada com Vila Velha na concorrência para vereador, a Serra é líder absoluta em número de candidatos à Câmara: 527 registrados, mais que o dobro das eleições 2008, quanto teve 234 concorrentes.

O Legislativo serrano terá o maior número de cadeiras a partir de 2013 – 23 em vez das 17 atuais – e os vereadores receberão o maior salário do Estado: R$ 9,2 mil mensais, no lugar dos R$ 5,7 mil atuais. Além disso, eles têm direito a carro com 200 litros de gasolina por mês e podem contratar até 15 assessores.

No ranking dos municípios com maior concorrência para vereador aparecem, em seguida: Cariacica, com 20 candidatos por vaga; Linhares, com 19,07 por vaga; e Cachoeiro de Itapemirim, com 16,84 por vaga. Vitória, apesar de ter aumentado muito o número de candidatos – passou de 165 em 2008 para 245 este ano –, ficou na sexta posição.

Avaliação

Para o cientista social e professor da Faesa Joilton Rosa, o aumento do número de candidatos a vereador no Estado envolve aspectos políticos, sociais e econômicos. Ele lista quatro atrativos do cargo que podem pesar mais que o interesse em fiscalizar o Executivo: poder, bom salário, possibilidade de permanência na função e falta de exigência de qualificação profissional.

"Apesar de a disputa ser acirrada, o vereador eleito vai ter emprego por quatro anos, com bom salário e pode fazer o seu horário", frisa o cientista. Ele acredita que a mudança no cenário político do Estado, com Paulo Hartung (PMDB) fora da disputa, estimulou mais candidatos, devido à divisão de forças.

Ponto Belo na lanterna do ranking

Na contramão das estatísticas de crescimento de interessados em uma vaga de vereador no Estado, os municípios de Ponto Belo e Rio Bananal, no Norte capixaba, se destacam por terem a menor concorrência à Câmara Municipal: quatro candidatos por vaga.

Com 6.425 eleitores, um dos menores eleitorados do Estado, Ponto Belo é o lanterna em concorrentes a vereador: 36 para nove vagas. Em Rio Bananal, que tem 14.421 eleitores, nem a criação de mais duas vagas na Câmara e o salário de R$ 4,8 mil previsto para 2013 atraíram mais concorrentes: são 44 para 11 cadeiras.

A presidente da Câmara de Rio Bananal, Olinda Matedi Giuriato (PSC), acredita que o interesse seja menor devido à população pequena e a eleições sem grandes embates, disputadas sempre pelos mesmos grupos políticos.

"Aqui nunca teve muita gente querendo ser candidata. Sempre foi na faixa de 40 a 50 candidatos a vereador. Foi preciso cortar alguns homens interessados, porque não havia mulheres para chegar a 30% das vagas", conta Olinda. Completam a lista das cidades com menor concorrência: Dores do Rio Preto, Mucurici e Itarana.

8.945 candidatos a vereador: É o total que pediu registro de candidatura no Espírito Santo este ano.

838 vagas nas Câmaras: Estão em disputa nos 78 municípios capixabas este ano. São 93 vagas a mais do que em 2008.


Com informações do G1-ES


Tags:



Guia Capixabão


Imagine divulgar seu negócio para 45 mil pessoas todos os meses, ser encontrado pelos seus clientes e aumentar suas vendas, mesmo que você não entenda nada sobre sites?